Notícias

Rio - O acidente vascular cerebral (AVC) é a doença que mais mata no Brasil e a que mais causa incapacidade no mundo. Cerca de 70% das pessoas que sofrem um derrame não retornam ao trabalho e 50% se tornam dependentes de outras pessoas. Para alertar a população sobre os riscos desta doença, a Sociedade de Neurocirurgia do Rio de Janeiro (SNCRJ) promove no próximo dia 21 uma corrida e caminhada na orla de Ipanema. Além de informar o público, o órgão pretende estimular hábitos mais saudáveis entre os cariocas.

De acordo com Orlando Maia, organizador do evento e presidente da SNCRJ, o projeto visa chamar atenção da população diante da doença. "A corrida é uma analogia contra o tempo, pois ele é inimigo do AVC e para que se evite sequelas", explica. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), mostram que no país, as doenças cardiovasculares matam em média 300 mil pessoas por ano, alcançando uma morte a cada dois minutos.

Há três anos, a administradora Glayse Silva, 34 anos, passou por este drama na família. A mãe dela teve um AVC isquêmico. "Desde que minha mãe teve a doença vi que havia uma desinformação muito grande. Por isso resolvi vestir a camisa para alertar sobre a prevenção e tratamento e participar de eventos como esse", afirma.

PREVENÇÃO

A escolha da SNCRJ por um evento esportivo não foi à toa. Segundo os médicos, a prática de exercícios é fundamental para a prevenção do AVC, como explica Maia. "A atividade física é uma das formas de prevenção, pois assim há circulação sanguínea e de oxigênio no corpo", diz o especialista.

Após o término da corrida, o público poderá aferir pressão arterial, chegar a taxa de glicose, entre outros serviços.

SINAIS DA DOENÇA

Diante das estatísticas em que o AVC é a principal causa de mortes no Brasil, as pessoas devem ficar alertas para as possíveis condições que podem levar a doença. Para isso, é fundamental a população reconhecer os sinais da doença para evitar consequências graves e conhecer os cuidados de prevenção.

De acordo com o neurologista Marco Py, o paciente pode ter a suspeita de estar sofrendo um AVC a partir de três sinais: má simetria no sorriso, fala afetada e ao levantar os braços um pode abaixar mais rápido do que o outro. "São indicativos da doença, pois ela se manifesta causando adormecimento em partes do corpo e fraqueza", explica.

Uma vez identificada as suspeitas, a corrida contra o tempo é essencial para evitar sequelas futuras. "A pessoas deve correr para um centro especializado, pois quanto mais rápido o paciente pode ter menos chances de problemas", afirma Py.

Foi o que aconteceu com a psicóloga Bianca Rezende, 49 anos. Há nove meses, a paciente teve um derrame. "Passei mal durante uma festa e logo corri para uma clínica. Descobri lá o AVC", explica. Ela conta que a vida mudou de lá para cá. "Fiquei sem sequela graças a atuação rápida dos médicos. A partir daí, mantenho um regime constante e a atividade física começou a fazer parte da minha rotina".

FATORES DE RISCO

De acordo com o cardiologista Estêvão Martins, há pelo menos cinco fatores de risco que podem facilitar a ocorrência da doença. "A hipertensão arterial, diabetes, sedentarismo, colesterol alto e fibrilação atrial podem aumentar o risco do AVC. Por isso, é importante o tratamento e o abandono para diminuir a probabilidade", explica.

Além dos fatores para se evitar a doença, os especialistas alertam para a necessidade de uma atividade física regular. "Praticar exercício é uma condição fundamental para se prevenir, além do baixo consumo de gordura", afirma Martins.

TABAGISMO

O cigarro também ajuda a aumentar o risco de morte. Segundo um estudo divulgado recentemente pela BMJ, publicação periódica do Reino Unido, pessoas que fumam um cigarro por dia tem 50% mais chances de desenvolver doenças cardíacas e 30% mais chances de sofrer um infarto. Além de promover o depósito de colesterol na parede das artérias e a oxidação do coração, essa situação favorece a formação de coágulos que podem promover um derrame cerebral.

Para quem faz uso do cigarro, a recomendação é buscar auxílio com profissionais qualificados para abandonar o hábito. "Essa atitude pode melhorar a qualidade de vida do paciente e prevenir diversas doenças cardiovasculares, pulmonares e oncológicas", afirma o cardiologista Diego Garcia.

Fonte da notícia: O DIA (Publicado às 03h00 de 16/10/2018 )

A segunda edição da Semana Neuro em Ação de 2018 está com nova data: 8 a 14 de outubro.

Os temas deste ano são o mau uso do celular e maus hábitos de postura. A Semana Neuro em ação acontece pelo segundo ano consecutivo em todo o Brasil.

A Campanha será marcada pela realização, de uma série de atividades simultâneas em todas as capitais e principais cidades do país, a fim de levar à comunidade informação de qualidade sobre prevenção e diagnóstico precoce de doenças. A SNCRJ participará ativamente, coordenando as ações no Rio de Janeiro.

Acessando http://portalsbn.org/portal/semana-neuro-em-acao/ é possível acompanhar as principais notícias do evento e fazer o download dos materiais de informação e comunicação.

Saiba mais no PDF abaixo.

A Diretoria da Sociedade de Neurocirurgia do Rio de Janeiro - SNCRJ (biênio 2018-20) reuniu-se na última semana com o presidente da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia - SBN, Dr. Ronald Farias, para discutir a participação dos serviços de neurocirurgia do Rio de Janeiro no projeto “Residência Multicêntrica”.
O projeto visa aprimorar a formação dos residentes em Neurocirurgia em âmbito nacional. Entre as ações previstas estão o reagrupamento de competências neurocirúrgicas de cada serviço participante, bem como o constante apoio pedagógico e o acompanhamento regular do desempenho dos serviços.
Na avaliação das residências, coordenadores irão identificar e propor soluções para as eventuais inconformidades de cada serviço e posteriormente acompanhar sua evolução.
Levando em consideração a situação da saúde pública no Brasil e no RJ e a tradição do Rio de Janeiro na formação médica e de especialistas no Brasil, a SNCRJ põe em prática o projeto “Residência Multicêntrica”, para unificar e fortalecer as residências em neurocirurgia do Estado.

Médicos brasileiros começam a se beneficiar, a partir de janeiro de 2018, de uma importante conquista do ponto de vista tributário: a aprovação da Lei Complementar nº 155, de 27 de outubro de 2016, que atualiza as regras para o enquadramento das empresas no Simples Nacional e beneficia diretamente a categoria, que tem sua tributação reduzida.

Matéria completa em:

http://portal.cfm.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=26923:2017-05-%2016-18-12-17&catid=3

Exclusivo para médicos e acadêmicos de medicina. Os médicos podem se inscrever através do site e os acadêmicos (que devem apresentar comprovação) através do email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelos telefones 3184-7130 a 3184-7137.

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro convida para a Palestra “O que o Médico deve saber ao atuar como Pessoa Jurídica. Suas responsabilidades, riscos, vantagens e desvantagens”, no dia 10 de julho de  2017, segunda-feira, às 18h30, na AMETA - Associação de Médicos da Tijuca e Adjacências, situado na Rua Conde de Bonfim, 255 – Tijuca – RJ.

Exclusivo para médicos e acadêmicos de medicina. Os médicos podem se inscrever através do site e os acadêmicos (que devem apresentar comprovação) através do email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelos telefones 3184-7130 a 3184-7137.

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro convida para a Palestra “O que o Médico deve saber ao atuar como Pessoa Jurídica. Suas responsabilidades, riscos, vantagens e desvantagens”, no dia 10 de julho de  2017, segunda-feira, às 18h30, na AMETA - Associação de Médicos da Tijuca e Adjacências, situado na Rua Conde de Bonfim, 255 – Tijuca – RJ

Foi lançado no último dia 5 de maio o Portal da Neurocirurgia Brasileira, página da web, acessada através do endereço: www.neurocirurgia.org.br.Trata-se de mais um produto da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, desta vez voltado para o público leigo e para a população em geral.
O Portal preenche a lacuna de um canal direto de comunicação entre o órgão representativo da neurocirurgia brasileira, a SBN, e a população em geral, levando informações relevantes sobre neurocirurgia para o esclarecimento e o conhecimento de todos.
No portal, o usuário encontrará um diretório de busca dos neurocirurgiões, recomendados pela SBN, em todos os estados brasileiros, que servirá de auxílio na procura de profissionais para consultas médicas. Esse Diretório é uma forma de valorização do Título de Especialista, uma das ações propostas pelo Planejamento Estratégico do Conselho Deliberativo da Entidade.

 

Fonte: SBN

A XVIII Jornada da SNCRJ irá realizar-se nos dias 26 e 27 de maio de 2017, no Windsor Florida Hotel, no Rio de Janeiro, reunindo mais uma vez especialistas, jovens neurocirurgiões e residentes do Rio de Janeiro para o intercâmbio e debate de temas da Neurocirurgia.

O programa da Jornada deste ano conta com 16 conferências de residentes dos serviços credenciados do estado do Rio de Janeiro. Complementam o programa 6 sessões interativas de casos clínicos, com perguntas e votação eletrônica e duas conferências magnas. Está prevista ainda uma mesa redonda sobre exercício profissional e uma exibição de posteres eletrônicos. No ano de 2015, a Jornada reuniu 180 participantes.

As conferências magnas da Jornada nos trazem relatos inspiradores. A primeira, da artista plástica Virginia Vendramini, cega desde os 16 anos. A segunda, do empresário e consultor Pedro Janot, vítima de acidente que o deixou paraplégico. Ambos os palestrantes irão compartilhar com a audiência suas histórias de determinação e superação de limites.

Paralelamente à programação científica, será realizada ainda uma exposição paralela dos produtos e tecnologias de empresas parceiras do segmento. Este ano, 10 empresas integram a exibição.

O programa completo pode ser consultado no site www.sncrj.com.br/jornada2017

No Brasil, o médico é o profissional em quem a população mais confia, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha, a pedido do Conselho Federal de Medicina (CFM), divulgada no mês de novembro, em Brasília. Essa é a percepção de 26% dos brasileiros, que, em segundo lugar, colocam o professor (24% das menções) e o bombeiro (15%). No extremo oposto, aparecem os políticos (0,3%). Leia a matéria completa em: http://www.cremerj.org.br/noticias/exibe/3706

 

Fonte: CREMERJ

Está na lista das primeiras atualizações o protocolo de atendimento e tratamento de um tipo de aneurisma. As consultas para esses protocolos ficarão disponíveis até o dia 5 de setembro (20 dias após a publicação) para contribuições da sociedade civil, especialistas e interessados por meio do site http://conitec.gov.br/index.php/consultas-publicas. As sugestões serão analisadas pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (CONITEC). Mais informações: http://portalsaude.saude.gov.br/…/25222-ministerio-da-saude…

Topo